Preparação da Escola Civitas 2016 no Rio de Janeiro Imprimir
Seg, 14 de Dezembro de 2015 07:58

A comissão da Escola Civitas do Rio de Janeiro está preparando o início de nova turma para o ano de 2016 (março).

Para facilitar a participação dos jovens e pensando nos temas nos quais fazemos a diferença, ou seja, os que refletem a Fraternidade, alteramos o conteúdo programático, limitando a dois módulos: Introdução à Fraternidade como Categoria Política e Fundamentos Ético-antropológicos.

Para facilitar a participação dos jovens e pensando nos temas nos quais fazemos a diferença, ou seja, os que refletem a Fraternidade, alteramos o conteúdo programático, limitando a dois módulos: Introdução à Fraternidade como Categoria Política e Fundamentos Ético-antropológicos.

Nessa nova formatação, a metodologia a ser utilizada será de curso semipresencial: aulas presenciais quinzenais e postagens de questionamentos sugeridos sobre as leituras dos temas. Serão seis encontros, incluindo uma aula-passeio pelo Rio Antigo.

Para ajudar na divulgação e cadastro dos interessados, foi criado um site com informações, fotos e ficha de inscrição: www.escolacivitasrj.wix.com/inscricao.

 

Visita à Câmara de Vereadores

No dia 3 de dezembro um grupo de monitores, alunos novos e ex-alunos da Civitas realizou uma visita à Câmara de Vereadores da cidade do Rio de Janeiro. O objetivo foi começar a estreitar os relacionamentos com os interessados em participar da nova turma da Escola Civitas. “Foi uma bela experiência, pois os novos nunca tinham ido a uma sessão plenária. Devido ao momento especial da política nacional, também na Câmara de Vereadores, entre uma votação e outra, alguns vereadores pediam a palavra para pronunciamento pró e contra a abertura do processo de impeachment da Presidente”, contam os organizadores.

“Um vereador do PT que conhece a proposta do MPPU e contribui positivamente com a Escola Civitas, quando viu o grupo na galeria, imediatamente fez o anúncio de nossa presença na Casa identificando-nos como Movimento Político pela Unidade, ressaltando o trabalho pela unidade. Após essa referência, para nossa surpresa, fomos acolhidos com uma salva de palmas”, relatam.

 

Durante a sessão, ele pediu a palavra para rebater o pronunciamento de outro vereador de oposição. “Depois de sua fala, saiu do plenário e veio conversar conosco. Disse: “Por que vocês estão aqui? Eu tinha preparado uma fala duríssima rebatendo o pronunciamento do vereador, mas ao vê-los, imediatamente me reposicionei, pude falar sem ofensas diretas, mas tenho certeza que o vereador entendeu minha resposta. Gostaria de agradecer por isso”.

 

 

“Esse breve encontro com o parlamentar não só deixou a marca para nós da força de transformação que está presente no desígnio do MPPU, como também nos coloca diante de nossas responsabilidades em promover esses contatos para deixar viva a chama da fraternidade naqueles que se aproximaram do MPPU. Também em relação à Escola Civitas, nos remeteu a quanto é uma resposta urgente para esse tempo”, concluem.